Archive for the 'fala sério…' Category

Pensamentos soltinhos…

As pessoas não querem religião. Querem um guru que responda todas as perguntas e resolva problemas que em geral elas mesmas criam. Isso se chama gênio da lâmpada e não existe.

Seguir uma doutrina exige que abandonemos nossa zona de conforto e nos dediquemos a outras coisas que não permeiam nosso próprio umbigo. Nessa sociedade hedonista que temos, satisfazer algo que não seja nosso próprio ego é quase uma heresia.

 

Brincando de casinha

Querido Diário:

Alguns dias são ingratos. Eu sou uma pessoa que precisa evoluir, especialmente no que ser refere à ter paciência. Esqueça, eu não fui agraciada com essa virtude ao nascer. E meu Paizinho, em sua infinita bondade, visando me tornar alguém menos pior melhor colocou em minha vida íntima, pessoas procrastinadoras e inertes demais. Ou apenas sossegadas. Sendo mais legal, pessoas “relax”.

O fato é que eu me empolgo, estresso fácil, sou ansiosa e gosto de ver as coisas acontecerem ao meu redor. E depender do outro para algo acontecer pode ser algo muito desgastante para esta pobre pessoa que vos escreve. Tudo isso faz parte da minha realidade atual: quero um emprego, quero continuar estudando, prova no domingo, estou na iminência de um noivado e tenho um namorado procrastinador que quer casar-mas-não-quer-casa-decente. Estou em um  apartamento provisório e de pernas para o ar, impessoal e que não me faz sentir que tenho um lar para chamar de meu.

Lar… sem mais comentários pois estou com uma p. saudade da minha mãe, do Juca (meu gato siamês) e da arrumação materna da minha casa em Vitória.

E para piorar ele (o namorado procrastinador) deixou passar 3 semanas e nada de pintar o cafofo apartamento para torná-lo mais simpático e habitável. Sempre adiando. Nada de colocar aqueles instrumentos sem utilidade à venda. Nada de encaixotar nada. Nada de procurar caixas de papelão para deixar espaço livre. Nada de lixar a parede que está para ser lixada há 15 dias. Nem tintas nem pincéis. Nada.

Eu mal comecei a brincar de casinha e já estou desanimada. Vontade de chorar,  terminar a brincadeira, ir para minha casa de verdade e pedir colo da minha mãe.

Tchau diário,

amanhã tem mais.

Das modernidades

Ah é… Eu tinha me esquecido que boa educação está fora de moda. Na moda mesmo é ser mal-educado.

Como eu pude ser tão antiquada ?

Dicionário

Tédio. [Do lat. taediu.]
S. m.
1.     Aborrecimento, fastio, nojo, desgosto.

Entediado. [Part. de entediar.]
Adj.
1.     Que está com tédio; enfadado, amolado, chateado.

Entediante. [De entediar + -nte.]
Adj. 2 g.
1.     Que entedia ou causa tédio, ou cansaço; cansativo.

Dia do saco cheio

Depois de duas noites dormindo mal e acordando de tempos em tempos sabe-se lá por qual razão, eu cheguei ao estado real de mau-humor. E sem qualquer vontade de apontar para a boa e velha tpm como a culpada. Pobrezinha, vou deixá-la em paz.

Como eu não quero abusar da paciência e compreensão de ninguém em função disso, vou lançar hoje o dia do saco cheio neste blog, de maneira que vou poder deixar explícita toda minha intolerância de forma virtual. Soltar o verbo sem culpa alguma. Afinal, é apenas um post. Em meu blog. Um blog pessoal, antes de qualquer coisa.

Funciona da seguinte maneira: “só por hoje, não vou fazer nada que eu não queira, porque eu estou de saco cheio.”

Agradecer um comentário? Não, estou de saco cheio.

Dar passagem para o coleguinha no ônibus? Não, estou de saco cheio.

Ser simpática com estranhos? Não, estou de saco cheio.

Engolir sapos até o estômago virar um brejo? Não obrigada, estou de saco cheio.

Aguentar gente ingrata que só sabe reclamar no meu ouvido? Não, de saco cheio…

Se dividir em 20 ao mesmo tempo para agradar e não magoar ninguém e ainda falarem mal de você? Não, de saco cheio…

Aguentar gente que só faz pose e cara de inteligente mas sem conteúdo algum? Não, obrigada, eu passo porque estou de saco cheio.

Ouvir palavras que ferem e magoam sem merecer? Não obrigada, não tenho mais saco vazio para isso…

Gente fria, estranha e esquisita? Não, estou de saco cheio.

Ficar acordada até mais tarde? Não, hoje eu passo o meu saco encheu…

Dor de cabeça? Saco cheio…

Quer me dizer que eu estou estressada e/ou de tpm? Ah, não venha encher meu…! Enfim, ainda precisa dizer?

P.S: não, não sou uma rebelde sem causa.

P.S.1: não, não sou uma adolescente.

P.S.2: não, não sou uma mulher-problema e nem tenho cabelo pintado de vermelho.

A palavra é…

procrastinação: do latim  procrastinatione, que significa  ato ou efeito de procrastinar; adiamento, delonga.  Trocando em miúdos, procrastinação é uma caca que pode melecar sua vida se você não se livrar dela o mais rápido possível. Não é exatamente uma tragédia, mas sem dúvida é uma caca. E para piorar, junto a ela temos a disfunção completa da burocracia. Fim da linha. Game over. Aí nós temos quase uma tragédia.

E se eu disser que a disfunção da burocracia acontece no setor público, aí sim temos uma tragédia de fato. Depender do setor público para fazer coisas é uma tragédia no Brasil. Para um gestor público responder uma simples entrevista para um projeto da faculdade, por exemplo. Isso porque tudo é tão complicado, que é até capaz de abrir licitação para isso também! É bem capaz, por que nesse país é moda abrir licitação até para aquilo que não precisa…

Todavia, a culpa é minha. Devia ter tomado a dianteira e controle da situação antes. Agora aguenta a procrastinação do setor público tirando uma com a minha cara.

Sabedoria…

(…) “com toda humildade e mansidão, e com paciência, suportai-vos uns aos outros no amor, solícitos em guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz.” (…)

Efésios 4, 2-3.

… a ser praticada incansavelmente. Não é fácil, verdade seja dita, afinal ser humano é ser complicado. Todavia, indispensável é praticá-la diariamente. Estou aprendendo…


Flickr Photos

agosto 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.