Archive for the 'faith' Category

Sobre quando acreditamos em algo…

Sabe a historinha que contei no último post? Sobre aquele versículo tão especial? Pois é, como eu sempre digo, ele funciona para minha vida! Colegas e todas as pessoas que passam por este blog (e algumas vezes páram para ler, rsrsrs), saibam que, ótimas notícias vieram para mim logo pela manhã (passei no mestrado!!!), provando que absolutamente nada é impossível quando trabalhamos pelo nosso objetivo e confiamos em Deus.

Porque com Ele todas as coisas são possíveis. Acredite!

Agora que já compartilhei e agradeci por isso, vou ali comemorar! 😀

Bjos!!!

Anúncios

O cuidado do Pai

Eu tenho algumas histórias pessoais para contar sobre um versículo específico da Bíblia, que parece me perseguir desde os meus 18 anos. Quando digo perseguir, não levem pelo aspecto negativo, na verdade é que esta passagem sempre aparecia assim, quase do nada e prendia minha atenção.

Certa vez estava na fila do ônibus em um terminal urbano mergulhada em meus pensamentos sobre a minha vida, enquanto o coletivo não chegava. Estava bastante angustiada e preocupada com relação ao meu futuro, sem saber o quê fazer e qual caminho exatamente seguir. Já tinha abandonado um curso em uma universidade federal por não ter me adaptado, estava sendo chamada de louca por um monte de colegas por ter decido abandonar o curso e estava novamente naquela vida ingrata de pré-vestibular e tendo que fazer novas escolhas. Enfim, aquela fase chata no qual todo mundo (ou quase) passa. Agoniada e pedindo a Deus orientação, lá eu fiquei parada na fila.

Comecei a reparar nas banquinhas ao meu redor coberta de bugigangas à venda, guloseimas, salgadinhos e afins. E fiquei pensando como conseguiam pendurar tanta coisa em uma barraca só. De repente, observo bem no cantinho superior da porta de uma barraquinha,  meio escondida, uma daquelas plaquinhas adesivas em auto-relevo com a seguinte mensagem: “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” Salmo 37, 5. Fiquei meditando naquelas palavras um bom tempo e meu coração sorriu. E me senti mais confiante em saber que no momento certo, saberia fazer minha escolha mais acertada conforme a sabedoria divina.

Não pensem que não estudei e nem fiz minha parte. Pelo contrário, me dediquei dentro das minhas possibilidades. Entrei na faculdade, fiz um excelente curso, pelo qual sou apaixonda e tive um aproveitamento excelente. E hoje sou uma profissional. E claro, enfrento as novas dificuldades e desafios que surgem em função disso.

Estou em período de provas novamente, me sinto em um vestibular profissional. Ansiedade nesses momentos é normal, já me acostumei a lidar com este fato e tenho me segurado bem na medida do possível. Daí que no dia de finados fui ao cemitério prestar homenagem ao meu pai e no meio do caminho pelo jardim do local, encontrei com uma senhorinha sorridente distribuindo folhetos (e conforto aos outros), que me entregou um. Dei uma olhada rápida e vi que era de uma igreja e tinha letras grandes azuis, logo em seguida guardei em minha bolsa e esqueci por lá.

Dia seguinte, após uma visita a um dos meus vários locais de prova, encontrei uma professora da faculdade e peguei carona com ela. Conversamos sobre essa etapa complicada na vida profissional, de escolhas, do começo de carreira. Enquanto isso remexi em minha bolsa procurando meu celular e eis que encontro o folhetinho com letras azuis. Foi então que parei para ler, as letras brancas menores, logo abaixo das azuis, que diziam o seguinte: “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” Salmo 37, 5.

Há quem diga que é mera coincidência. Mas para quem tem fé, isso é apenas uma das  pequenas provas do cuidado de Deus para com seus filhos e suas angústias e aflições.

 

Guardei o folheto em minha bolsa, e mais uma vez meu coração sorriu. ^^

Parabéns!

cutecolorsj7

Em homenagem ao nosso dia, à nossa vocação, ao nosso chamado para ensinar, evangelizar… plantar sementes nos corações…

Heal my heart and make it clean
Open up my eyes to the things unseen
Show me how to love like you have loved me

Break my heart from what breaks yours
Everything I am for your kingdoms cause
As I go from nothing to
Eternity

Para que avancemos por águas mais profundas e pesquemos vidas para Jesus. Parabéns catequistas!

Correndo atrás do que é meu

Post longo. Se quiser ler e compartilhar meus pensamentos, legal. Vou ficar feliz. Se estiver com preguiça, sem problemas, sei como é. =D

E começou a ladainha de correr atrás daquilo que é meu…

Estou caminhando para o penúltimo semestre da faculdade e já pensando no que me aguarda em agosto, quando meu projeto de TCC será minha realidade, de fato.

Eu sempre fui do tipo preocupada-estressada-dedicada-perfeccionista-e-que-faz-trocentas-coisas-ao-mesmo-tempo-meeeeeesmo-não-tem-jeito, mas agora as circunstâncias realmente pedem para que essa minha característica seja bem aproveitada. E estou tratando de fazer meus planos.

Depois de ouvir que meu projeto inicial era realmente muito bom, lindo-maravilhoso-blá-blá-blá, MAS (sempre tem um porém antes dessa conversinha toda não é?) muito caro e não adequado para o TCC e sim para um mestrado (imagine só! heehehhe)… Tive que tirar meu time de campo e repensar em outra coisa. Fazer o quê, nem sempre fazemos aquilo que queremos, principalmente se você ainda não chegou aos 30 e poucos anos e não saiu do patamar de universitário. Leia universitário = pobre-dependente.

Então, depois de ver meu humilde sonhozinho se esfacelando, lá vou eu investir em uma idéia que não necessariamente é a minha. No entanto, sei que posso lucrar muito com ela, ehehehehhe hehehehe. 😀 Não que eu seja uma cretina-aproveitadora das idéias alheias… Nada disso, apenas aproveitei a oportunidade que me foi dada. E olha, devo dizer que, se existe algo que aprendi nesses últimos meses foi a aproveitar as oportunidades que me são concedidas.

Não, nada daquela baboseira arcadista “Carpe Diem” que  em geral as pessoas costumam usar apenas como desculpa para justificar seus atos inconsequentes, como se fosse proibido pensar no amanhã. Bobagem. Estou me referindo a aproveitar a oportunidade que lhe surge hoje, para que assim, você possa fazer bem-feito no amanhã e desfrutar um pouquinho do seu sucesso e colher bons frutos.O que há de errado nisso?

Imediatismo não funciona comigo, já desisti. Quem me conhece deve saber bem disso…

Mas, como eu ia dizendo… Resolvi aproveitar a oportunidade. Refazer minhas estratégias e planos.  E vamos ver no que vai dar. Vai ser uma jornada um pouco longa, e cansativa, no entanto, vou tentar não fazer dela um drama de novela mexicana. Esses últimos meses já apresentaram um roteiro inteirinho dedicado a esse tipo de drama, e quero me poupar um pouco disso.

Não prometo coisas impossíveis, como não surtar na TPM, não chorar quando a pressão for muito grande e não estressar porque o namorado ficou muito tempo sem viajar para me ver. Francamente, ninguém, mulher, em sã consciência, prometeria coisas absurdas como essas. 😉

Mas, prometo tentar ficar boazinha. Ser legal. Relaxar de vez quando. Tentar não levar tudo ao pé da letra (é, eu tenho problemas com isso). Ignorar algumas coisas com as quais eu geralmente me aborreço (eu disse apenas algumas coisas…), aprender a apertar a tecla dane-se, quando necessário. E claro, aprender a não esperar demais das pessoas  e assim parar de sofrer sem necessidade. Seja com com pessoas de forma geral, seja com colegas da faculdade, seja com aqueles que eu amo. E ponto final.

Vou tentar entender que, mesmo quando eu me sentir estranhamente sozinha, na realidade eu não estou só. Eu tenho a mim mesma, e antes de mais nada, tenho a Deus. Se eu tenho Ele, eu tenho tudo.
E seja o que Ele quiser. Já que estou na estrada, é bom começar a andar…

Pai

Doloroso. Mas ainda sim, aqui vou eu.  Perdi meu pai em uma noite de terça-feira, dia 21 de abril. Um acidente. Uma fatalidade.

Nesses momentos é difícil acreditar. Um choque. Uma dor misturada a saudade, ao sentimento de perda e de saber que ele simplesmente não vai mais estar ali por perto, sentado no sofá da sala, assistindo televisão. E que eu não vou ouvir mais o barulho do carro dele chegando, o barulho da porta e do portão  abrindo. Que eu não vou encontrar meu doce preferido em cima da mesa esperando por mim, porque ele tinha comprado no meio do caminho. Aquele que cuidava de mim, me dava banho e secava meus cabelos quando eu era criança. Aquele que me amava, eu tinha certeza, mas sempre tentava dar uma de durão.

É pai, Deus te quis de volta, para ficar ao lado Dele. É por essa razão que estou aqui, coração sangrando, dor e saudade, todavia, confortada. Não existe desespero. Não existe histeria. Eu não questiono os propósitos Dele, e você sempre soube disso. É por isso que permaneço aqui, firme, porque confio em propósitos maiores, muito além da nossa pequena sabedoria. Eu confio.

Apesar da dor, eu confio.

Confio. E por isso sigo em frente, levando a vida como você sempre me ensinou a fazer, com seu exemplo. Obrigada por me dar a vida… Eu amo você.

Sometimes You Can’t Make It On Your Own

Tough, you think you’ve got the stuff
You’re telling me and anyone
You’re hard enough

You don’t have to put up a fight
You don’t have to always be right
Let me take some of the punches
For you tonight

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

We fight all the time
You and I…that’s alright
We’re the same soul
I don’t need…I don’t need to hear you say
That if we weren’t so alike
You’d like me a whole lot more

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

I know that we don’t talk
I’m sick of it all
Can – you – hear – me – when – I –
Sing, you’re the reason I sing
You’re the reason why the opera is in me…

Where are we now?
I’ve got to let you know
A house still doesn’t make a home
Don’t leave me here alone…

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you that makes it hard to let go
Sometimes you can’t make it on your own

Sometimes you can’t make it
The best you can do is to fake it
Sometimes you can’t make it on your own

Oração de Páscoa

Querido Papai do Céu:

Eu sei que a maioria das pessoas não estão nem aí para esse dia tão especial, e as únicas  coisas que se lembram são dos ovos de chocolate e do feriado prolongado. Mas como o senhor mesmo disse, não cabe a mim julgá-los. E como o propósito dessa minha oração é falar de mim para o senhor, acho que a conversa aqui rodeia apenas nós dois mesmo.

Pai querido, a verdade é que eu não tenho sido assim, uma boa menina. Estou cheia de insegurança e ansiedade e isso só pode se traduzir em tristeza e insatisfação. Quando nós começamos com aquela mania horrível de reclamar de tudo e de todos só pode ser insatisfação com nós mesmos… Porque é uma injustiça dizer que os outros são ruins e nós os bonzinhos. Então, resumindo a história, eu sei que o Senhor quer me fazer perceber que o problema está em mim. Porém muitas vezes Pai, eu sei qual é o meu problema, mas não sei o quê fazer com ele. Para onde levá-lo? Que fim dar a ele? O quê aprender com ele? E como exatamente  solucioná-lo?

Inúmeras dúvidas na mente. Nenhuma resposta palpável. Eis aí o belo quadro que pintei e posso te oferecer, Senhor. Também tenho como oferta um coração inseguro e  medroso. Um coração apertado, que fica bem pequenininho. Coração cheio de carência. Um coração que por vezes está cansado. Coração inquieto. Por vezes egoísta. Vaidoso. Coração que por vezes se fecha na tentativa inútil de se proteger. Coração mole, coração duro. Coração que quer gritar quando tudo é silêncio. Coração que já se sentiu rejeitado. Coração que sente de verdade. Coração cheio de defeitos… Coração.

Então, como eu sei que a Páscoa do Senhor significa passagem para uma vida nova, eu resolvi pedir isso. Te dou esse meu coração aí em cima, para que o Senhor possa fazer algo melhor nele. Moldá-lo como barro nas mãos do oleiro. Fazer dele um coração segundo o Teu coração. Pois veja Senhor, que minha vida não tem sentido algum sem sua orientação. Nada no mundo pode preencher o vazio do anseio que tenho de ti. Existem aqueles que escolhem servir a outros deuses… Eu porém fiz a minha escolha de servir a Ti.

Amém.

In The Palm Of Your Hand – Alison Krauss

Certa vez recebi um e-mail com uma mensagem com essa música de fundo. Não fazia idéia de quem a interpretava. Descobri sem querer fuçando coisas no youtube, dias atrás. A cantora se chama Alison Krauss, e já tem uma longa carreira de sucesso. Faz o estilo country e canta bem “bonitinho”. Com algumas baladinhas românticas. É gostoso de ouvir. Mas essa daqui é minha favorita.

P.S: Eu sei que vídeo no youtube de slide no ppt é brega, mas esse foi o único que achei com a música perfeita para ouvir. 😛

“In The Palm Of Your Hand”

If I could have the world and all it owns
A thousand kingdoms, a thousand thrones
If all the earth were mine to hold
With wealth my only goal

I’d spend my gold on selfish things
Without the love that Your life brings
Just a little bit more is all I’d need
‘Til life was torn from me

I’d rather be in the palm of Your hand
Though rich or poor I may be
Faith can see right through the circumstance
Sees the forest in spite of the trees
Your grace provides for me

If I should walk the streets no place to sleep
No faith in promises You keep
I’d have no way to buy my bread
With a bottle for my bed

But if I trust the One who died for me
Who shed His blood to set me free
If I live my life to trust in You
Your grace will see me through

I’d rather be in the palm of Your hand
Though rich or poor I may be
Faith can see right through the circumstance
Sees the forest in spite of the trees

If I could have the world
If I could have the world and all it owns


Flickr Photos

outubro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.