Arquivo para novembro \04\UTC 2010

O cuidado do Pai

Eu tenho algumas histórias pessoais para contar sobre um versículo específico da Bíblia, que parece me perseguir desde os meus 18 anos. Quando digo perseguir, não levem pelo aspecto negativo, na verdade é que esta passagem sempre aparecia assim, quase do nada e prendia minha atenção.

Certa vez estava na fila do ônibus em um terminal urbano mergulhada em meus pensamentos sobre a minha vida, enquanto o coletivo não chegava. Estava bastante angustiada e preocupada com relação ao meu futuro, sem saber o quê fazer e qual caminho exatamente seguir. Já tinha abandonado um curso em uma universidade federal por não ter me adaptado, estava sendo chamada de louca por um monte de colegas por ter decido abandonar o curso e estava novamente naquela vida ingrata de pré-vestibular e tendo que fazer novas escolhas. Enfim, aquela fase chata no qual todo mundo (ou quase) passa. Agoniada e pedindo a Deus orientação, lá eu fiquei parada na fila.

Comecei a reparar nas banquinhas ao meu redor coberta de bugigangas à venda, guloseimas, salgadinhos e afins. E fiquei pensando como conseguiam pendurar tanta coisa em uma barraca só. De repente, observo bem no cantinho superior da porta de uma barraquinha,  meio escondida, uma daquelas plaquinhas adesivas em auto-relevo com a seguinte mensagem: “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” Salmo 37, 5. Fiquei meditando naquelas palavras um bom tempo e meu coração sorriu. E me senti mais confiante em saber que no momento certo, saberia fazer minha escolha mais acertada conforme a sabedoria divina.

Não pensem que não estudei e nem fiz minha parte. Pelo contrário, me dediquei dentro das minhas possibilidades. Entrei na faculdade, fiz um excelente curso, pelo qual sou apaixonda e tive um aproveitamento excelente. E hoje sou uma profissional. E claro, enfrento as novas dificuldades e desafios que surgem em função disso.

Estou em período de provas novamente, me sinto em um vestibular profissional. Ansiedade nesses momentos é normal, já me acostumei a lidar com este fato e tenho me segurado bem na medida do possível. Daí que no dia de finados fui ao cemitério prestar homenagem ao meu pai e no meio do caminho pelo jardim do local, encontrei com uma senhorinha sorridente distribuindo folhetos (e conforto aos outros), que me entregou um. Dei uma olhada rápida e vi que era de uma igreja e tinha letras grandes azuis, logo em seguida guardei em minha bolsa e esqueci por lá.

Dia seguinte, após uma visita a um dos meus vários locais de prova, encontrei uma professora da faculdade e peguei carona com ela. Conversamos sobre essa etapa complicada na vida profissional, de escolhas, do começo de carreira. Enquanto isso remexi em minha bolsa procurando meu celular e eis que encontro o folhetinho com letras azuis. Foi então que parei para ler, as letras brancas menores, logo abaixo das azuis, que diziam o seguinte: “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” Salmo 37, 5.

Há quem diga que é mera coincidência. Mas para quem tem fé, isso é apenas uma das  pequenas provas do cuidado de Deus para com seus filhos e suas angústias e aflições.

 

Guardei o folheto em minha bolsa, e mais uma vez meu coração sorriu. ^^


Flickr Photos

novembro 2010
S T Q Q S S D
« set   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.