Arquivo de setembro \21\UTC 2009

Reflexões do amor

20081020005353

Quem disse que conviver com pessoas seria fácil? Quem disse que conviver comigo mesma seria simples? Quem disse que compreender você sempre seria tarefa fácil?

Quem disse que nós concordaríamos o tempo todo? Quem disse que a convivência seria sempre harmoniosa? Quem ousou mentir ao dizer que não haveriam lágrimas? Ou mesmo sugerir que não surgiriam mágoas?

Ou que a tristeza jamais bateria em nossa porta?

O amor que sempre esteve ali, desde o começo, não garante que as mudanças não afetem a vida em comum.

Não existem contos de fada pequena menina…a fada madrinha foi embora.

E os amores imperfeitos são a flores dessa estação...

Das manias do povo

Eu e mais uma das minhas manias inúteis…Quando não estou dirigindo adoro reparar em placas de carros para ver as letras de cada lugar diferente, nome de ruas esquisitas e nome de edifícios.

Ontem por exemplo, dentro do ônibus-nosso-de-cada-dia, descobri uma rua em Vitória dedicada apenas a nomes indígenas. Bem, pelo menos todos os edifícios da rua pelo menos, hehe. Coisas do tipo  edifício Tamoios, Tupinambás, Aruanã, Potira, Tupiniquins… hum, deixa eu lembrar de mais alguns… enfim, todos esses nomes indígenas e agregados.

Não me pergunte a razão de eu reparar nesse tipo de coisa e muito menos sua utilidade, mas o fato é que com essa  minha mania maluca já cheguei ao cúmulo de teimar que o nome Filogônio Motta (nome de uma rua da cidade) parece nome de espécie de alga (filogônios, botânica, oi?) a ponto de eu me lembrar disso toda vez que passo nela e faço meu comentariozinho idiota de sempre.

Eu sei que parece até ridículo, mas cada um tem suas manias e esquisitices. Tem gente que não pisa nas listras da calçada, gente que lava as mãos toda hora, gente que arranca cabelo e até come…

Tenho uma amiga que sempre verifica duas vezes se travou o carro antes de sair, porque diz ela que nunca se lembra se travou mesmo, então se obriga a voltar e olhar antes, rsrs. Uma outra colega fazia algo semelhante mas para verificar se o despertador estava ligado pois tinha medo de perder a hora no dia seguinte, rsrs.

Essas manias esquisitas podem gerar um alto grau de encanação quando você percebe que todo mundo, tem ou teve, um certo grau de TOC (transtorno obssessivo compulsivo), rsrsrs… Olhando bem de perto, ninguém é muito normal mesmo. Apenas digite “manias esquisitas” no papai Google e você vai ver a amplitude da coisa. Afinal, quem não tem suas esquisitices?

Para não esquecer…

…da minha grande inspiradora.

“Sou o que quero ser, porque possuo apenas uma vida e nela só tenho uma chance de fazer o que quero. Tenho felicidade o bastante para fazê-la doce, dificuldades para fazê-la forte, tristeza para fazê-la humana e esperança suficiente para fazê-la feliz. As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas, elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.”

Clarice Lispector


Flickr Photos

Da série: Fotos Estranhas I

Mais fotos
setembro 2009
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.