Pai

Doloroso. Mas ainda sim, aqui vou eu.  Perdi meu pai em uma noite de terça-feira, dia 21 de abril. Um acidente. Uma fatalidade.

Nesses momentos é difícil acreditar. Um choque. Uma dor misturada a saudade, ao sentimento de perda e de saber que ele simplesmente não vai mais estar ali por perto, sentado no sofá da sala, assistindo televisão. E que eu não vou ouvir mais o barulho do carro dele chegando, o barulho da porta e do portão  abrindo. Que eu não vou encontrar meu doce preferido em cima da mesa esperando por mim, porque ele tinha comprado no meio do caminho. Aquele que cuidava de mim, me dava banho e secava meus cabelos quando eu era criança. Aquele que me amava, eu tinha certeza, mas sempre tentava dar uma de durão.

É pai, Deus te quis de volta, para ficar ao lado Dele. É por essa razão que estou aqui, coração sangrando, dor e saudade, todavia, confortada. Não existe desespero. Não existe histeria. Eu não questiono os propósitos Dele, e você sempre soube disso. É por isso que permaneço aqui, firme, porque confio em propósitos maiores, muito além da nossa pequena sabedoria. Eu confio.

Apesar da dor, eu confio.

Confio. E por isso sigo em frente, levando a vida como você sempre me ensinou a fazer, com seu exemplo. Obrigada por me dar a vida… Eu amo você.

Sometimes You Can’t Make It On Your Own

Tough, you think you’ve got the stuff
You’re telling me and anyone
You’re hard enough

You don’t have to put up a fight
You don’t have to always be right
Let me take some of the punches
For you tonight

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

We fight all the time
You and I…that’s alright
We’re the same soul
I don’t need…I don’t need to hear you say
That if we weren’t so alike
You’d like me a whole lot more

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

I know that we don’t talk
I’m sick of it all
Can – you – hear – me – when – I –
Sing, you’re the reason I sing
You’re the reason why the opera is in me…

Where are we now?
I’ve got to let you know
A house still doesn’t make a home
Don’t leave me here alone…

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you that makes it hard to let go
Sometimes you can’t make it on your own

Sometimes you can’t make it
The best you can do is to fake it
Sometimes you can’t make it on your own

Anúncios

2 Responses to “Pai”


  1. 1 Eduardo Macan abril 25, 2009 às 2:01 am

    lindinha, não sei muito bem o que dizer nessas horas. Tudo o que eu queria era estar ao seu lado, mesmo em silêncio. Te confortar e te fazer perceber o quanto te amo, sem precisar necessariamente de palavras.

    Te amo, muito muito.

  2. 2 Jana abril 25, 2009 às 8:44 pm

    Dessa, nessas horas é dificil o que dizermos, prefiro Minutos de Sabedoria, lição 117:

    “Se o sofrimento bateu à sua porta, não se desespere: são bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.
    O sofrimento parece a todos um mal, a dor apavora…
    Mas, quando aprendemos que a dor é uma libertação que nos devolve a paz ao espirito, passamos a julga-la menos dolorosa.
    Para que sua dor doa menos, aprenda a conformar-se com ela, porque ela representa sua libertação.”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Flickr Photos

abril 2009
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: