Arquivo de abril \29\UTC 2009

Um meio ou uma desculpa?

Por Roberto Shinyashiki (ou seja lá quem for o autor, afinal recebi por e-mail 😛 )

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes. Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo. O sucesso é construído à noite!

Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso.

Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chopp com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

O mundo não está nem aí, se você está cansado ou triste, ele não pára. E quem vive lamentando ou reclamando da vida nunca vai conseguir chegar em lugar nenhum.

A realização de um sonho depende de dedicação. Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores pois…. Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO. Quem não quer fazer nada, encontra uma DESCULPA.

Pai

Doloroso. Mas ainda sim, aqui vou eu.  Perdi meu pai em uma noite de terça-feira, dia 21 de abril. Um acidente. Uma fatalidade.

Nesses momentos é difícil acreditar. Um choque. Uma dor misturada a saudade, ao sentimento de perda e de saber que ele simplesmente não vai mais estar ali por perto, sentado no sofá da sala, assistindo televisão. E que eu não vou ouvir mais o barulho do carro dele chegando, o barulho da porta e do portão  abrindo. Que eu não vou encontrar meu doce preferido em cima da mesa esperando por mim, porque ele tinha comprado no meio do caminho. Aquele que cuidava de mim, me dava banho e secava meus cabelos quando eu era criança. Aquele que me amava, eu tinha certeza, mas sempre tentava dar uma de durão.

É pai, Deus te quis de volta, para ficar ao lado Dele. É por essa razão que estou aqui, coração sangrando, dor e saudade, todavia, confortada. Não existe desespero. Não existe histeria. Eu não questiono os propósitos Dele, e você sempre soube disso. É por isso que permaneço aqui, firme, porque confio em propósitos maiores, muito além da nossa pequena sabedoria. Eu confio.

Apesar da dor, eu confio.

Confio. E por isso sigo em frente, levando a vida como você sempre me ensinou a fazer, com seu exemplo. Obrigada por me dar a vida… Eu amo você.

Sometimes You Can’t Make It On Your Own

Tough, you think you’ve got the stuff
You’re telling me and anyone
You’re hard enough

You don’t have to put up a fight
You don’t have to always be right
Let me take some of the punches
For you tonight

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

We fight all the time
You and I…that’s alright
We’re the same soul
I don’t need…I don’t need to hear you say
That if we weren’t so alike
You’d like me a whole lot more

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

I know that we don’t talk
I’m sick of it all
Can – you – hear – me – when – I –
Sing, you’re the reason I sing
You’re the reason why the opera is in me…

Where are we now?
I’ve got to let you know
A house still doesn’t make a home
Don’t leave me here alone…

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you that makes it hard to let go
Sometimes you can’t make it on your own

Sometimes you can’t make it
The best you can do is to fake it
Sometimes you can’t make it on your own

Oração de Páscoa

Querido Papai do Céu:

Eu sei que a maioria das pessoas não estão nem aí para esse dia tão especial, e as únicas  coisas que se lembram são dos ovos de chocolate e do feriado prolongado. Mas como o senhor mesmo disse, não cabe a mim julgá-los. E como o propósito dessa minha oração é falar de mim para o senhor, acho que a conversa aqui rodeia apenas nós dois mesmo.

Pai querido, a verdade é que eu não tenho sido assim, uma boa menina. Estou cheia de insegurança e ansiedade e isso só pode se traduzir em tristeza e insatisfação. Quando nós começamos com aquela mania horrível de reclamar de tudo e de todos só pode ser insatisfação com nós mesmos… Porque é uma injustiça dizer que os outros são ruins e nós os bonzinhos. Então, resumindo a história, eu sei que o Senhor quer me fazer perceber que o problema está em mim. Porém muitas vezes Pai, eu sei qual é o meu problema, mas não sei o quê fazer com ele. Para onde levá-lo? Que fim dar a ele? O quê aprender com ele? E como exatamente  solucioná-lo?

Inúmeras dúvidas na mente. Nenhuma resposta palpável. Eis aí o belo quadro que pintei e posso te oferecer, Senhor. Também tenho como oferta um coração inseguro e  medroso. Um coração apertado, que fica bem pequenininho. Coração cheio de carência. Um coração que por vezes está cansado. Coração inquieto. Por vezes egoísta. Vaidoso. Coração que por vezes se fecha na tentativa inútil de se proteger. Coração mole, coração duro. Coração que quer gritar quando tudo é silêncio. Coração que já se sentiu rejeitado. Coração que sente de verdade. Coração cheio de defeitos… Coração.

Então, como eu sei que a Páscoa do Senhor significa passagem para uma vida nova, eu resolvi pedir isso. Te dou esse meu coração aí em cima, para que o Senhor possa fazer algo melhor nele. Moldá-lo como barro nas mãos do oleiro. Fazer dele um coração segundo o Teu coração. Pois veja Senhor, que minha vida não tem sentido algum sem sua orientação. Nada no mundo pode preencher o vazio do anseio que tenho de ti. Existem aqueles que escolhem servir a outros deuses… Eu porém fiz a minha escolha de servir a Ti.

Amém.

A favor da vida.

Montando um seminário com o tema “aborto” para a disciplina de Bioética na faculdade. Confesso que o tema não é dos meus favoritos, afinal seria muito mais fácil falar de transgênicos, por exemplo, e meter o pau na Monsanto até dizer chega. Um dos meus esportes favoritos, eheheheheh 😀

Mas “aborto” é sempre algo pesado e me deixa mal pra caramba, principalmente depois que vejo as fotos. Como  meu blog não tem a finalidade de levantar qualquer tipo de polêmica exacerbada sobre o assunto, prefiro não dar margem para discussões. Todavia, afirmo que minha postura é sempre em favor da vida, seja qual o assunto envolvido.

Para tanto, reproduzo esses versos que encontrei em uma das minhas pesquisas. É sempre bom refletir acerca do assunto e repensar nossos valores.

Não corteis uma flor. Asa cativa,

só deixará remorso em quem a corta.

Nada mais belo que uma rosa viva…

Nada mais triste que uma rosa morta…


(Moreira das Neves)



Flickr Photos

Da série: Fotos Estranhas I

Mais fotos
abril 2009
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.