Arquivo para junho \29\UTC 2008

Not too late

Esta poderia ser uma música de amor romântico. Mas, lendo a respeito de perdão, graça e tantas outras coisas tão divinas. Tão grandiosas. Grandiosas por demais diante da minha existência tão pequena…

Pensei que talvez fosse o tempo de quebrar aquele muro imenso que sem perceber eu mesma construí na tentativa de me proteger. Talvez eu devesse construir uma ponte nesse mesmo lugar, não é mesmo? Talvez eu devesse dar uma chance, porque afinal, eu também erro dentro de toda minha humanidade, e isso não significa necessariamente que eu tenha perdido minha capacidade de amar…

Talvez eu tenha me deixado contaminar pelo orgulho alheio, que nem sequer era meu. Talvez eu não tenha conseguido ver Jesus ali naquele instante e ter perdoado, porque afinal, eu me sentia tão fraca, tão magoada, ferida…

Talvez minha ânsia por justiça tenha me deixado cega para a liberdade que somente a graça de perdoar pode nos proporcionar. Talvez seja o momento de quebrar o ciclo de ausência de graça.

Se eu pudesse cantar uma canção, certamente escolheria essa. E cantaria para o meu pai. Porque, talvez seja a hora de agir diferente… Talvez seja o momento de recomeçar…

Not too late

Norah Jones

Tell me how you’ve been,
Tell what you’ve seen,
Tell me that you’d like to see me too.

‘cause my heart is full of no blood,
My cup is full of no love,
Couldn’t take another sip even if I wanted.

But it’s not too late,
Not too late for love.

My lungs are out of air,
Yours are holding smoke,
And it’s been like that for so long.

I’ve seen people try to change,
And I know it isn’t easy,
But nothin’ worth the time ever is.

And it’s not too late,
It’s not too late for love,
For love,
For love,
For love.

Eeeeee!

Férias!!!!! ^^

Grrrr

Depois de descobrir que uma das datas da entrega de trabalho foi simplesmente desmarcada e devidamente adiantada, eu cheguei ao estado sublime de estresse. Não tenha dúvidas de que não economizei meu vocabulário de maneira a tecer comentários “graciosos” para a docente em questão. Depois de uma tarde nebulosa…

… eu deveria ter gentilmente disseminado milhares de partículas brancas entre as páginas do trabalho, com altos índices de contaminação por algum vírus ou outro ser patogênico. Uma virada de folha durante a correção e pronto, justiça estaria feita. Pronto. Chega de devaneios de Dexter. Vou nanar… ^^

Endubido

Uma maneira mais sutil para representar meus espirros a cada 15 segundos… Não sei se é resfriado, gripe ou apenas alergia. :p “Só sei que está tudo endubido…” Estou parecendo Rudolf, a rena de nariz vermelho… “Bãaa, tô bal…”

Sabedoria…

(…) “com toda humildade e mansidão, e com paciência, suportai-vos uns aos outros no amor, solícitos em guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz.” (…)

Efésios 4, 2-3.

… a ser praticada incansavelmente. Não é fácil, verdade seja dita, afinal ser humano é ser complicado. Todavia, indispensável é praticá-la diariamente. Estou aprendendo…

^^

^^ te adoro muito muito…

Dormir…dormir…dormir…


Flickr Photos

junho 2008
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.