Pior e Melhor

Estou devendo esse post desde semana passada. E só agora posso publicá-lo. Respondendo ao convite do Eduardo para participar do MEME do psycho. 😉

Bom, comecemos pelo pior

Quando fui questionada a respeito de quem consideraria como pior brasileiro, fiquei na dúvida. Não só como eu, como garanto que 90% da população brasileira ficaria. Afinal, são muitos! Mas ao ler o blog da Jana, tive uma idéia de quem elegeria para o cargo de honra. Ou da vergonha. Na verdade, não é um brasileiro apenas, são dois. Um deles inclusive é menor de idade. Há meses atrás eram meros desconhecidos para a sociedade. E hoje, condenados pelo assassinato de João Hélio, viraram motivo de revolta, ódio…Despertando a atenção da sociedade, que por um instante parou para assistir escandalizada a mais uma cena da violência com a qual lidamos.

A morte do menino, chocou, pela falta de humanidade, misericórdia dos assaltantes diante de uma criança. Foram além de todo e qualquer limite de crueldade. Se é que existe algum para ela. Esses são alguns dos piores brasileiros, piores seres humanos. Não há como duvidar disso perante a morte de uma menino de 6 anos, de uma maneira tão, dolorosa…

Os assassinos são os piores sim, mas juntamente com eles, todo um sistema social ridículo sustentado pela violência, tráfico de drogas,  e crime organizado regado a corrupção. Não me prolongo mais nesse assunto, por um simples motivo: tudo o que possa dizer será repetição do discurso acima. Já está mais do que entendido. Além do mais, nesse assunto, meus pontos de vista e meu vocabulário já estão saturados. Melhor parar, antes que caia na mesmice. Vamos a parte boa vai…

O melhor? A melhor!

Hum, eu sempre lembro da Literatura. Ah, é Clarice Lispector mesmo. Nem é tanta novidade assim, rs. Eu gosto das obras dela. Certo. Mas o que me faz ter mais admiração por esta mulher é a sua natureza forte. Uma personalidade marcante, que pode ser observada na forma como escreveu suas obras, suas cartas, etc.

O primeiro livro que li dela foi Perto do Coração Selvagem. Eu tinha 13 anos. E quer saber? Na época, não entendi nada, rs.  Mas ainda sim, li o livro até o final, porque afinal, eu sou teimosa e pronto. Só fui me apaixonar por Clarice Lispector nas aulas de literatura do pré-vestibular (geralmente aquela que ninguém presta lá tanta atenção…), ou seja, quando a conheci verdadeiramente. Isso porque, minha professora tinha feito sua dissertação de Mestrado em cima das obras e da vida da autora. Tinha até a entrevistado. Sabia muito sobre a mulher Clarice Lispector em si. E nos contou. Tudo. Pelo menos do que sabia.

Ela era uma mulher, de verdade, na íntegra. Independente, forte, sem no entanto perder sua essência de feminilidade. Aliás perder essa essência era coisa que ela abominava. Acho que duas palavras que a definem, antes de quaisquer outras, são  intensa e infinita. Você pode se perder no universo dela… “Só é possível ler Clarice, tomando seu lugar – sendo Clarice.” Não é todo mundo que gosta das suas obras. Eu particularmente, ainda li muito pouco perto do que ela produziu. No entanto, antes de qualquer coisa, ela é autora que tem a capacidade de expressar exatamente aquilo que meus pensamentos e sentimentos tem necessidade de dizer, mas não o fazem por ficarem limitados pelas minhas próprias palavras. É a autora, como dizem por aí, que tem o poder de me falar ao coração de forma simples, direta ao ponto, sem maiores rodeios. Eis um dos exemplos:

“Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada… Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro…”

Anúncios

3 Responses to “Pior e Melhor”


  1. 1 PsychoPenguin abril 3, 2007 às 10:44 am

    Ei Dessa, faltou indicar 5 pessoas pra continuar o MEME. 🙂

  2. 2 Andressa abril 3, 2007 às 2:20 pm

    ahhhh, tem razão….mas, quem? rs

  3. 3 Jana abril 3, 2007 às 7:53 pm

    Nossa Clarice…ela realmente, também um marco na nossa história, divina suas obras….!!! E quanto a literatura, essa era uma outra que me deixava na dúvida, se fazia letras…mas, pensava no racional, e me fugia assim como Filosofia, mas, quem sabe um dia!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Flickr Photos

abril 2007
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: